Calibrando a bola de cristal

Minha bola de cristal apontava um Natal 2007 10,5% maior que o Natal 2006. Bem, na realidade a bola de cristal precisa de uma ligeira calibragem – os dados reais da Pesquisa Mensal do Comércio recentemente divulgados apontaram 8,97% de crescimento entre o natal desses dois anos.
De qualquer forma, quase 9% de crescimento não é de se jogar fora. O varejo brasileiro (e a economia do país) mostrou força e nos deixa otimistas para 2008. O Índice de Confiança do Consumidor da Fecomércio continua em alta, o crédito favorecido, o desemprego segue em redução e a renda aumentando.
A recessão nos EUA? Colegas economistas dizem que podemos escapar sem muitos ferimentos dessa situação. Muitos dos produtos que exportamos estão com preços em alta (commodities agrícolas como etanol e soja e até mesmo aviões, por exemplo) e isso compensaria, para o exportador, as baixas taxas do dólar. A aposta deles é que a força do mercado interno vai manter a chama da economia acesa em 2008. Esperemos que estejam certos.
Logo abaixo o gráfico com a evolução dos natais desde 2000, já incluindo os dados reais de dezembro de 2007. Já era hora de começarmos a ter boas notícias nesse campo, não é mesmo?
É isso. Sorte e boas vendas em 2008!