Natura compra a Avon

Jornal da Band, 24/5/2019

Em colaboração para o Jornal da Band ontem, comentei sobre a vantagem da Natura, agora com presença internacional reforçada, poder explorar a fama dos ingredientes naturais brasileiros. Lembrei também sobre a necessidade constante da empresa buscar novas formas de distribuição, visto que as tradicionais revendedoras, tanto da Avon quanto da Natura, tendem a perder espaço para sistemas mais modernos e eficientes.

A omnicanalidade afeta as duas empresas impiedosamente. As marcas têm potencial para venda pela Internet, para montarem suas próprias lojas, para distribuírem no varejo tradicional, enfim, podem exercer muitas alternativas. Entretanto, o conflito de canal que se estabelecerá com a rede de revendedoras (sem falar na dívida histórica que as duas marcas têm com elas), é algo a ser tratado com muito carinho.

De maneira geral, dado o conhecimento, o valor e a imagem positiva das duas marcas, penso que foi um passo muito importante e positivo. Há acertos a fazer, mas a administração da Natura tem provado ser de nível e excelência internacionais.

Para assistir a ótima matéria da jornalista Olívia Freitas, clique no link a seguir: Natura amplia atuação no mercado internacional