Argos já era omnichannel antes de inventarem o termo

IMG_20180504_121459409

A Argos é uma varejista britânica de catálogos que opera no Reino Unido e na Irlanda, e hoje é uma subsidiária da Sainsbury’s desde 2016. A empresa comercializa tanto em lojas físicas, quanto online, com mais de 845 lojas de varejo, recebe 29 milhões de clientes por ano nas lojas físicas e quase um bilhão de visitantes online por ano, sendo hoje um dos maiores varejistas de rua do Reino Unido. Foi fundada em 13 de novembro de 1972, por Richard Tompkins e, curiosamente já pertenceu à BAT (Souza Cruz, Brasil).

A foto acima mostra uma loja de rua e a outra aqui em baixo, no corredor de entrada de um supermercado Sainsbury’s.

IMG_20180504_142636362

 

O mais interessante é que essas 845 lojas praticamente não têm estoque. Funcionam como pontos de pedido nos quais o cliente folheia catálogos ou acessa tablets para encomendar a mercadoria que vai ser entregue na sua casa depois. Itens menores, como celulares, por exemplo, poderão estar disponíveis para levar na hora, mas geladeiras, fogões e big tickets em geral, tipicamente serão entregues na casa do cliente depois.

Catálogos para consulta na loja

IMG_20180504_120907198_HDR

Recentemente iniciaram vendas com tablets

Interessante também é que nas lojas não há exposição de produtos. Os que estão disponíveis para levar ficam no estoque, bem guardados e escondidinhos. Veja na foto a seguir o balcão de atendimento dos clientes (que esperam em fila única) e, ao fundo, à direita, o estoque da loja.

IMG_20180504_121413233

 

IMG_20180504_121120085Comprando até 18h00, a entrega de certos produtos pode acontecer até 22h00.

 

 

 

 

Google Assistant marcando horário no cabeleireiro

O Google mostrou uma nova capacidade do Google Assistente de cair o queixo: logo logo ele fará chamadas telefônicas em seu nome. O CEO da empresa, Sundar Pichai, reproduziu uma gravação telefônica na qual o assistente marca um horário para sua “cliente” em um salão de cabeleireiro. A voz soava incrivelmente natural e a pessoa do outro lado não tinha a menor ideia de que estava conversando com um assistente movido a Inteligência Artificial. Note que o Assistente do Google até deixou escapar um “hum-hum” super casual no início da conversa.
Fonte: www.theverge.com
Para mais informação, consulte aqui o blog do Google sobre o tema.

O futuro do varejo é personalizado. E inteligente.

Por Maurício Morgado
para a Revista Gôndola (nr. 261 março 2018)

Um braço mecânico segurava elegantemente uma caneta tinteiro e escrevia sozinho, em letra cursiva, uma a uma, cartas personalizadas, para os clientes. Esse robô, ou impressora, não sei, havia sido “treinado” a usar a caligrafia de quem assinaria a carta. E o treinamento foi tão bom que, assim como nós, as mesmas letras tinham ligeiras variações quando usadas em palavras diferentes. A desconcertante surpresa de ver uma máquina escrever “à mão” – veja vídeo abaixo – mostra um pouco do que foi visitar o Big Show, a convenção da NRF esse ano. O evento recebeu 35.000 visitantes, de 95 países. Estima-se que o Brasil tenha enviado 2.000 participantes.

Baixe o meu artigo completo em PDF com o artigo todo aqui!

 

 

Walmart foi às compras

O gigante de Bentonville está reagindo ao crescimento da Amazon, do Google e do Alibaba. Ou pelo menos se preparando fortemente para tal. Para isso, foi às compras e adquiriu uma série de empresas com forte presença e tecnologias para atuação no mundo online. Veja só a lista:

  • 1. Bonobos
    • Vestuário masculino, adquirida em abril de 2017 por US$ 310 mi
  • 2. Modcloth.com
    • Roupas femininas estilo vintage, incorporada em março 2017 por algo entre US$ 50 a 75 mi
  • 3. Moosejaw
    • Vende equipamento esportivo, permitindo acesso a marcas como Patagonia e North Face, comprada em fevereiro 2017 por US$ 50 mi
  • 4. Hayneedle.com
    • Loja de móveis online, arrematada em fevereiro 2017 por US$ 90 mi
  • 5. Shoebuy.com
    • Calçados online, levada em janeiro 2017 por US$ 70 mi
  • 6. Jet.com
    • Varejista que mais parece um Target online, dono da tecnologia smartcart, primeira aquisição de peso, em agosto 2016 por US$ 3,3 bi (sim, bilhões)

Fonte: www.thestreet.com

Além disso, o gigante tem testado maneiras bem omnichannel de operar, como essa iniciativa de entrega de compras DIRETAMENTE NA GELADEIRA, na casa do cliente. A parceria é com a empresa de fechaduras digitais (smart locks) August. Acompanhe no vídeo a seguir.