Recorde na Confiança do Consumidor

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fecomercio encerrou 2009 com um patamar recorde, atingindo em dezembro 155,2 pontos, alta de 1,3% em relação a novembro, e de 22,2% em comparação a igual mês de 2008. Além da melhoria do emprego e da renda, a base de comparação com 2008 é fraca, quando o humor dos consumidores foi fortemente afetado pela crise internacional. Em dezembro de 2008, o ICC registrou 127 pontos (queda de 4,3% na margem).

Em 2009, o nível de atividade foi influenciado pelas perspectivas sustentáveis de crescimento econômico que, por sua vez, condicionaram a melhoria na confiança do consumidor. O indicador encontra-se acima da média histórica e compatível com a expansão do consumo, o que reforça um quadro de continuidade do otimismo dos consumidores nos próximos meses.

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) é apurado mensalmente pela Fecomercio desde 1994. Os dados são coletados junto a cerca de 2.100 consumidores no município de São Paulo. O objetivo da pesquisa é identificar o sentimento dos consumidores levando em conta suas condições econômicas atuais e suas expectativas quanto à situação econômica futura.

Os dados são segmentados por nível de renda, sexo e idade. O ICC varia de 0 (pessimismo total) a 200 (otimismo total). Sua composição, além do índice geral, apresenta-se em: Índice das Condições Econômicas Atuais (ICEA) e Índice das Expectativas do Consumidor (IEC). Os dados da pesquisa servem como um balizador para decisões de investimento e formação de estoques por parte dos varejistas, bem como para outros tipos de investimento das empresas.

A metodologia do ICC foi desenvolvida com base no Consumer Confidence Index, índice norte-americano que surgiu em 1950 na Universidade de Michigan. No início da década de 90, a equipe econômica da Fecomercio adaptou a metodologia da pesquisa norte-americana à realidade brasileira. Atualmente, o índice da Federação é usado como referência nas reuniões do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), responsável pela definição da taxa de juros no país, a exemplo do que ocorre com o aproveitamento do CCI pelo Banco Central.

Fonte: Fecomércio

Obrigado por seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s